Transcrição

A transcrição ocorre no interior do núcleo das células e consiste na síntese de uma molécula de mRNA a partir da leitura da informação contida numa molécula de DNA.

Este processo inicia-se pela ligação de um complexo enzimático à molécula de DNA, a RNA-polimerase. Esta enzima abre a dupla hélice, destruindo as pontes de hidrogénio que ligam as bases complementares das duas cadeias. De seguida, a RNA-polimerase inicia a síntese de uma molécula de mRNA, de acordo com a complementaridade das bases azotadas. Se, por exemplo, na cadeia de DNA o nucleótido for de adenina, a RNA-polimerase liga ao mRNA o nucleótido de uracilo. Quando termina a leitura, a molécula de mRNA separa-se da cadeia do DNA, reconstituindo-se a dupla hélice desta molécula.

Nem todas as sequências da molécula de DNA codificam aminoácidos. Ao mRNA transcrito são retiradas porções não correspondentes a aminoácidos (intrões), ficando a molécula mais curta e apenas constituída por sequências que codificam os aminoácidos das proteínas (exões). Nesta molécula de mRNA formada, cada sequência de três nucleótidos, codão, corresponde à informação necessária para codificar um aminoácido.

Na molécula de mRNA, cada codão corresponde à transcrição de um codogene do DNA. Foi a des­coberta desta molécula, o mRNA, que abriu a porta para o conhecimento do código genético.