Organização Biológica

Os sistemas vivos encontram-se organizados em níveis estruturais de complexidade cres­cente, correspondendo a cada nível propriedades próprias.

A matéria é constituída por átomos que se associam, formando moléculas. Da interacção de moléculas complexas (biomoléculas) resultam estruturas macromoleculares que, no seu con­junto, constituem a unidade básica de estrutura e função dos seres vivos — a célula.

Alguns seres vivos são constituídos apenas por uma única célula — seres unicelulares—, enquanto outros são constituídos por várias células — seres multicelulares ou pluricelulares. Nestes seres observam-se níveis de organização mais complexos. As células constituem agrega­dos de células semelhantes, interdependentes, que realizam uma ou mais funções — os tecidos. Os tecidos, por sua vez, associam-se formando os órgãos, que realizam uma ou várias funções no organismo. Diferentes órgãos associam-se e realizam em conjunto determinadas funções no organismo, constituindo um sistema de órgãos. Os vários sistemas de órgãos em inter-relação formam o organismo.

Organismos semelhantes que se reproduzem entre si, originando descendentes férteis, cons­tituem uma espécie. Os indivíduos de uma espécie que habitam na mesma área formam uma população. A interacção entre diferentes populações constitui uma comunidade. A comunidade e o meio físico-químico que ocupa, bem como as relações que entre eles se estabelecem, formam um ecossistema.

Organização biológica