Hipótese da Adesão-Coesão-Tensão

Esta hipótese é apoiada pelas seguintes evidências:

  • existência de forças de adesão entre as moléculas de água e as paredes dos vasos;
  • existência de forças de coesão entre as moléculas de água, resultantes da ligação por pontes de hidrogénio entre as suas moléculas;
  • existência de forças de tensão geradas nas folhas e resultantes das perdas de água ao nível das células do tecido clorofilino.

De acordo com esta hipótese, a perda de água por transpiração através dos estornas das folhas gera uma tensão que obriga a seiva bruta a sair dos vasos xilémicos para as células do tecido clorofilino em direcção aos estornas. As propriedades de coesão e adesão da água permi­tem, assim, a manutenção de uma coluna contínua de água no interior do xilema, da raiz até às folhas, que se desloca de baixo para cima em direcção à fonte de tensão.